Color logo - no background.png
  • Denise Castro

Leitura e Escrita


Esta frase, muito encontrada pelos quatro cantos do mundo, é linda... em tese. Por quê?

Nós professores difundimos a necessidade e importância da leitura por diversos motivos, os quais posso até adentrar melhor em outro tópico. Entretanto, dizer que apenas isto exclusivamente o fará um bom escritor, um bom produtor de textos, não necessariamente literários, é uma venda errônea.

A leitura nos dá ferramentas preciosas. Cultiva ideias. Constrói pensamentos. Estimula aos montes nossa memória visual, uma vez que por mais que não saibamos o que é em definição um parágrafo; um contexto; um tópico frasal; regência; concordância... Desenvolvemos uma intuição, uma desconfiança que fala baixinho: "algo está mau neste texto..."

Sim, a leitura entrega-lhe gratuitamente tudo isso e muito mais. Por outro lado, ela também faz um acúmulo de informações prestes a explodir de dentro de si. E você se vê diante do papel, vê-se diante de um limite de linhas (Enem + Concursos) e pensa: "Não cabe tudo o que eu quero dizer aqui!!!" Realmente, TUDO, não. Neste momento, entra o ponto-chave. "Leio, logo tenho muitos argumentos, pensamentos, logo preciso praticar para aprender a ser conciso sem perder um bom conteúdo." Como tudo na vida, só a prática leva a perfeição. E mesmo assim, lembro de uma vez a grande Dra. Marisa Lajolo, estudiosa nata de Monteiro Lobato dizer num congresso em 2007, em Belém:

"Ele escrevia. Lia. Reescrevia. Lia de novo. Reescrevia e, quando estava menos farto, entregava à publicação. Depois de pronto, ainda reclamava que poderia ter escrito melhor em tal trecho." É assim, nem para os grandes autores a escrita foi / é fácil. "Leio, logo pratico muito o ato de escrever."

#Leitura #Escrita #Reflexão

14 visualizações
instagram-icon-960.png

Acompanhe também no Instagram @obeabadaescrita

Visite nosso canal no YouTube.

Assine a nossa Newsletter