Color logo - no background.png
  • Denise Castro

Pontuação: o oxigênio do texto


Quem aqui tem dificuldade em pontuar o texto quando escreve? Penso que muitos de vocês. Até eu mesma me coloco em apuros sobre usar ou não uma vírgula ou um ponto seguida, dois pontos, reticências e por aí vai...

A primeira coisa a refletir é: pra que servem esses sinais de pontuação?

Reflita com Obeabadaescrita:

Toda língua, aliás, a comunicação humana, começou a partir da oralidade, primeiro falamos, depois escrevemos. Inclusive, ainda há muitas línguas indígenas, por exemplo, a serem estudadas por linguistas para que estas possam ser grafadas, ou seja, serem escritas, traduzidas em palavras e obterem sua própria gramática. Logo, a pontuação é parte deste processo do ouvir e codificar as pausas e intenções dos locutores.

Gramática: manual de funcionamento de uma língua.

É o que dizem... não é de todo errado, até porque precisamos de ordem em tudo para haver um bom relacionamento social, econômico e afetivo. Entretanto, é sabido que a Gramática, por lidar com a ciência Língua, sofre alterações, progressões, correções e assim por diante. Assim, cabe a nós pensar sobre onde aplicar as informações encontradas na gramática a qual nos ajuda bastante nas normas gerais padrão de escrita, porém complica às vezes no quesito fala, semântica e variedade linguística. Assunto longo que pode vir numa outra ocasião...

Regras: a internet e a gramática quietinha aí na sua estante já deve ter dito a você diversas vezes como usar cada ponto, não quero ser redundante e nem repetitiva, colocando tudo de novo aqui para vocês. Meu objetivo neste texto é fazê-los pensar sobre a importância da pontuação e trazer algumas dicas práticas na hora de colocar as ideias pra fora.

Dica 01: Ace Ventura

Leia, releia, mais uma vez, de novo... o seu texto. Quando chegar no "mais uma vez", faça-o em voz alta. Observe se você se assemelhou ao Jim Carrey, se ficou com falta de ar ou se correu tudo bem. Marque onde você não sentiu que correu bem. Sublinhe, risque, como quiser. Refresque sua memória com conceitos gramaticais (Advérbios, Período Composto, Vocativos etc). Não sabe? Não tem problema, escreva a palavra que soou sem pausa, no Google, e busque as regras, dessa forma, você vai dar aquela estudada na Gramática de forma real e não artificial.

Afinal, existe um texto, ele saiu de você! E nesta situação comunicativa única, você precisa de ajuda. É diferente de analisar frases aleatórias e desconexas, as quais você vai esquecer no minuto seguinte... tais como no estudo da voz passiva, já vi casos de: "o banho foi tomado por mim." Quem nesse mundo fala desse jeito? Ou escreve desse jeito com alguma frequência?

Dica 02: Intenções​​

Olhe para seu parágrafo nu, peladão diante de você, dê uma piscadela e diga: "quais são suas intenções, baby?"

Neste exato momento, acabei de mostrar pra vocês minha intenção com o uso dos dois-pontos, viram? O que eu coloquei logo a seguir ao verbo dizer? Por que o fiz antes de "quais são suas intenções, baby?" Interprete os jogos intencionais de sua comunicação. Os linguistas levaram todos esses "sentimentos" em consideração ao criar sinais gráficos que tentam interpretar até sua linguagem não-verbal. Por que tem uma vírgula antes de "baby"? (pista, procure por vocativo)

Dica 03: Advérbios e Período composto por coordenação

Nos meus anos como revisora textual, observo que se o escrevente/escritor visitasse a gramática pelo menos para conhecer o significado ou aplicação dessa classe gramatical e dessa sintaxe, 80% dos problemas diminuiriam. Nem precisa classificar as frases, apesar de que as classificações em si sugerem seu significado.

Leia consciente o parágrafo abaixo e observe quais trechos precisam de ponto, de sinalização para oxigenar a leitura.

1.

- Durante a manhã tomo meu café realizo meus planejamentos e vejo o quanto de tempo me sobra se sobrar por quê porque se eu deixar para iniciar o dia à metade do caminho posso me perder em futilidades e entretenimentos que atrapalham o desenrolar da própria vida não que a vida seja apenas trabalho e rotina mas sem isso os projetos não andam para frente.

Identificou a falta de ar no texto? Agora releia-o aqui embaixo, com as devidas mudanças:

2.

- Durante a manhã, tomo meu café, realizo meus planejamentos e vejo o quanto de tempo me sobra, se sobrar. Por quê? Porque se eu deixar para iniciar o dia à metade do caminho, posso me perder em futilidades e entretenimentos que atrapalham o desenrolar da própria vida. Não que a vida seja apenas trabalho e rotina, mas sem isso os projetos não andam para frente.

Neste exemplo, tem advérbios e orações coordenadas, quais são? E sabe algo bem interessante, tudo vai recair em Coesão e Coerência, elementos essenciais na escrita e temas já abordados aqui no Beabá, clique sobre as palavras e leia a respeito:

Situações reais como esta podem fazê-lo visitar a gramática tal e qual visitamos dicionários quando não sabemos o significado de uma palavra para determinado contexto. Logo, veja este livro - a Gramática - como a parceira do escritor, seja ela virtual ou real, é necessário de vez em quando checar o nível de sua consciência morfossintática. Pra quê? Pra liberar também sua criatividade. Transgredir as regras propositalmente pode gerar um estilo, uma característica peculiar em você. Sabe aquele história de que até para criticar, temos que primeiro ser conhecedor? É exatamente esse o ponto X da questão. Saramago prefere pontos a vírgulas; Aluízio Azevedo parágrafos longos e descritivos em vírgulas; Reinaldo de Moraes unir uma palavra na outra, gerando uma terceira; Graciliano Ramos e João Cabral de Melo e Neto inventavam palavras; Clarice pontuava em muitas obras de forma a dar um fluxo ao texto semelhante à consciência, Virginia Woolf também.

Qual será a sua característica pontual? Como você deixa fluir o ar nos pulmões de seus leitores? E por que o faz desta forma?

Reflita e me conte... aguardo ansiosamente.

#Pontuação #Consciênciatextual #Coesão #Coerência #Técnicasdeescrita #Aprendaapontuar

231 visualizações
instagram-icon-960.png

Acompanhe também no Instagram @obeabadaescrita

Visite nosso canal no YouTube.

Assine a nossa Newsletter