Color logo - no background.png
  • Denise Castro

Leitura noturna


Eram 2h da manhã. Faltou luz. Estava no sofá lendo Sófocles. Faltou luz. Ficou tudo um breu. Meu primeiro reflexo, assim que a luz se apagou, foi olhar pra cima, para a lâmpada. Qualquer um faz isso, mas nem todos são golpeados pelo instinto. No segundo entre o esvair da luz e o olhar pra cima, tive os olhos arrancados. Dilacerados e mastigados. Um golpe agudo, certeiro e sanguinário. Pudera ser mortal, tamanha foi a desgraça.

Nunca vi nem soube quem a mim fez isso. Só recordo a dor aguda e o sangue…

(pausa breve)

“…não! Espera! Havia mais… houve mais… uma voz!”

A voz, que era uma memória, sussurrou de novo, nesse mesmo instante:

Atormentado, perguntou ao leitor:

“Então? Você viu quem me cegou?”

#Horror #Contos

instagram-icon-960.png

Acompanhe também no Instagram @obeabadaescrita

Visite nosso canal no YouTube.

Assine a nossa Newsletter