Color logo - no background.png
  • Denise Castro

Imagens distorcidas


Podemos distorcer imagens, editar cores, formas, assim como uma personagem e seu figurino. Podemos criar monstros, princesas, arquétipos em diferentes espaços e realidades. E, seguindo este diapasão, vim lembrá-los com esta imagem distorcida de mim mesma, o melhor trecho, ao meu ver, de A Odisseia, quando Ulisses ou Odisseu adentra a caverna de Ciclope e apresenta-se como "Ninguém".


Ciclope deixou "Ninguém" entrar. O monstro de um olho só devorou muitos homens de Ulisses, mas ele era um herói e tinha um propósito claro, mesmo sendo "Ninguém." No momento oportuno, Ulisses com sua destreza, atingiu com uma lança o único olho de Ciclope. Este, ferido, cego e rugindo de dor, perguntou quem o atingiu e a voz de Ulisses soou alto:

- Ninguém! Ninguém furou o teu olho! - O quê?! Ninguém furou o meu olho?! Ahhh Ninguém vai morrer!!

Exato! Ei, espera... Ninguém vai morrer?!


-Tem que ler a Odisseia pra saber-



Ninguém furou o olho do gigante. Ninguém és tu criando a tua realidade, para o que te convém com teus objetivos. Ninguém é ser ninguém conhecendo a ti mesmo e o herói que há dentro de ti. Um nome é apenas um nome, não és tu. Se Ninguém furou o olho do Gigante Ciclope, por que nós, todos os dias, não somos Ninguém para atingir o par de olhos dos Gigantes à nossa espera?

31 visualizações
instagram-icon-960.png

Acompanhe também no Instagram @obeabadaescrita

Visite nosso canal no YouTube.

Assine a nossa Newsletter